Ferrugem aposta em romantismo e defende que samba não precisa se modernizar

Ferrugem aposta em romantismo e defende que samba não precisa se modernizar